Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

23
Mar14

te quero agradecer

por Jorge Oliveira
hoje senti infindas saudades de ti
fui caminhar até à praia para ver o mar
não quis escutar as ondas escolhi o ar
para ouvir o teu coração bater em mim

meus olhos abriram-se para o sol a brilhar
e ceguei nos seus raios onde pude sentir
dentro da minha cegueira a luz do teu olhar
lá longe mas perto da tua família a sorrir

neste anseio sinto meus lábios secos
não é o sol que me está a trazer esta sede
são as saudades de acariciar teus seios
entre beijos num campo de seara verde

na praia espero o dia a passar por mim
ao largo olho os barcos já a regressar
sei que eles não me trazem notícias de ti
mas tocam as águas que te irão beijar

ao luar e à beira-mar passam por ali
amantes descalços em corpos abraçados
deixando para trás marcas de namorados
em aroma de imagens que me levam a ti

lá bem alto no céu as estrelas já brilham
e vejo-te perdida sem nenhuma companhia
grito alto mas não sei bem se me ouviram
- olhem! ali sozinha - a minha estrelinha!

fecho os olhos lentamente para te tocar
ponho dentro da minha mão a tua beleza
e guardo o sorriso que me fez apaixonar

 quando um dia senti por ti esta certeza

não sei mais escrever - dizer o que sinto
os verbos ficam presos na dicotomia
de palavras escritas sem qualquer sentido
e apago este poema por não ser poesia

mas sei que é grande esta imaginação
tanta coisa que pode e não pode ser
eu apenas te quis por no meu coração
e só por isso eu te quero agradecer

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Fev14

é por ela que tudo sinto...

por Jorge Oliveira
eu sinto tanto por ela… se sinto
tão bela pérola brilhante
que passa por mim tão elegante
e eu como se tivesse a voz magoada
sussurro com a voz arrastada:
-  tu és a minha estrela cintilante

eu sinto tanto por ela… se sinto
leve, tão bela… tão linda
como eu a queria ter na minha vida
aliar todas as estrelas do céu na areia
e trazer da mais brilhante e querida
o meu sonho de infância da sereia

eu gosto dela… é bela… e lá vai ela…
na praia descalça entre pedras polidas
vai em direção ao mar… tão bela
não aguento esta despedida...

eu sinto tanto por ela… se sinto
e por ela troco a vida da minha vida
num gesto de encanto suicida…
 
eu sinto tanto por ela… se sinto
eu quero ir com ela… é tão bela
é por ela que tudo sinto...



Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Fev13

onde é que me perdi?

por Jorge Oliveira

 

todos os dias
se repete o mesmo
sinto
(mas como eu sinto)
o céu a gritar
os campos a gemer
montanhas a sofrer
e mares agitados
passo por gente
triste e alegre
que não conheço ou vi
mas tudo e todos
chamam
pelas palavras caladas
em mim
volto-lhes as costa e digo
o tempo não é meu amigo
eu ainda não cheguei
eu ainda não vim
onde é que me perdi?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.