Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

12
Mar14

uma estrela que sorri me olha

por Jorge Oliveira
 
plantei uma roseira
no meu jardim
para oferecer-te uma rosa de mim
mas procurei-te em vão por ai
não te encontrei não te vi

fui ao mar saber de ti
e ao mar eu prometi
que afogava o meu peito
nas ondas criadas pelo vento
em troca da tua imagem

mas o mar é amistoso
verdadeiro e grandioso
devolveu-me uma miragem
e não me quis levar com ele

fez cair a noite que é dele
acabei por regressar do mar
com as minhas lágrimas
ou seriam gotas de água salgada?

não importa o dia estava a findar
voltei ao meu jardim
levei a rosa que colhi
e plantei-a de novo por ali…

olhei o céu naquela hora
e uma estrela que sorri me olha

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Fev14

pintados por lápis-lazúli

por Jorge Oliveira


o meu coração traz uma flor
flor de amendoeira despida
no frio e frente ao mar
onde abelhas a vêm polinizar
a fazer nascer o mel de ti

com doce aroma de inverno
e um cheiro azul do mar
adormecido pelo sol
nas areias doiradas da praia

é assim o meu coração
em pleno mês de fevereiro
neste Algarve branco de neve
onde as águas e o céu
são capaz de nos aquecer
quando pintados por lápis-lazúli


Foto: Jorge Oliveira 2014 

Autoria e outros dados (tags, etc)

30
Mar13

morte e ressurreição

por Jorge Oliveira


de que servem as inquietações

se existe sempre um mar

feito de todas as lágrimas choradas

desde o principio do géneses?


é este o meu porto de abrigo

onde me aconchego abraçado

nos braços dos oceanos


é assim que entendo

o sofrimento de um homem

a sua morte e ressurreição


Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.