Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


18
Mar14


nos meus olhos o amor se deitou
adormeceu com as memórias de ti
e na cama húmida de lágrimas sonhou
na noite das noites que não têm fim

noite escura onde brilham primaveras
de um ébrio amor de um luar ardente 
vindo de céus de estrelas de outras eras
onde dois corpos se amaram loucamente

e no calor da lareira onde me aqueço
queimo paixões de um desejo bem fugaz
nas labaredas de chamas no firmamento

aguardo o tão esperado silêncio de paz
nas cinzas que arrefecem diante o tempo

a reduzir a pó os poemas e quem os faz


Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Por Amor a 18.03.2014 às 12:07

GRANDE JORGE PELO POEMA !!! BOM LER-TE !!! PARABÉNS AMIGO Pedro Pugliese

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.