Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


14
Fev13

se porventura existes em mim

por Jorge Oliveira

 

ainda sonho de madrugada
porque as noites são agitadas
e ao fim da tarde
sinto um silêncio diferente 

já faz tempo, muito tempo
que me arrasto nesta insónia
esta espera é longa e demora
e não consigo apagar da memória
a figura invisível de ti

e é assim que eu amo
se porventura existes em mim

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Fev13

onde é que me perdi?

por Jorge Oliveira

 

todos os dias
se repete o mesmo
sinto
(mas como eu sinto)
o céu a gritar
os campos a gemer
montanhas a sofrer
e mares agitados
passo por gente
triste e alegre
que não conheço ou vi
mas tudo e todos
chamam
pelas palavras caladas
em mim
volto-lhes as costa e digo
o tempo não é meu amigo
eu ainda não cheguei
eu ainda não vim
onde é que me perdi?

Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Fev13

teu olhar no meu

por Jorge Oliveira

 

é pesado demais
esse teu leve olhar
sobre  os meus olhos
que não suportam
o forte peso dos teus
apertam-me os sentidos
tão fortemente
qual dor carente
cega-me
por breves momentos
com a cor de tua íris
para que eu possa
sentir a mesma leveza
do teu olhar no meu

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.